CHOW CHOW é Manso ou Agressivo?


Um domingo desses a TV exibiu um programa onde aparecia um cão da raça Chow Chow extremamente agressivo. Seus donos apresentavam ferimentos graves nos braços e rosto, tendo sido hospitalizados algumas vezes precisando receber pontos e antibióticos. Mesmo assim, não desistiram do animal e após muitas semanas de tentativas, com muita paciência, atenção e amor, conseguiram mudar o comportamento do animal. Não sei se teria a mesma disposição, embora já tenha vivido situação parecida há muitos anos, quando tínhamos um pequinês.  Afinal, o Chow Chow é manso ou agressivo?

Características do Chow Chow

Os cães da raça Chow Chow (Songshi Quan), originários da Mongólia, são independentes e dispensam companhia constante. Seus donos podem passar o dia fora que eles não se incomodam. Isso é bom? Talvez denote falta de amor, mas pode ser uma defesa registrada em seu DNA. Cães dessa raça eram usados para caça, guarda e puxar trenó, tendo servido de alimento por terem a carne macia. Sabe-se lá o que já vivenciaram. Mesmo assim, os cães precisam respeitar o chefe da matilha, no caso os seus donos. Isso é muito difícil com o Chow Chow, que não reconhece a autoridade do dono. Independência ou desvio de conduta?

Não é das raças mais inteligentes. O Chow Chow é difícil de ser adestrado. Tem uma das mordidas mais fortes, só perdendo para o Pit Bull.

Necessita de passeios e exercícios, mas moderadamente, sem exageros.

Tolera bem o frio por causa da sua pelagem, mas sofre com o calor. Para o clima brasileiro não é uma das raças mais apropriadas.

Por causa do seu pelo deve ser tosado e tomar banho uma vez por mês.

Altura: Fêmea: 46–51 cm, Macho: 48–56 cm
Peso: Fêmea: 20–27 kg, Macho: 25–32 kg

 

Chow Chow no programa da Eliane

Pelo que tenho pesquisado na internet, não encontrei muitos elogios e recomendações a esta raça, razão pela qual prefiro não ter uma opinião final. Existem algumas linhagens de Chow Chow bem agressivas e a raça é temida por muitos veterinários, que preferem atender o cachorro somente com o uso de focinheira.

Gostaria de conhecer a opinião dos leitores para saber qual o padrão da raça Chow Chow, se a agressividade a que todos assistimos na TV foi um caso raro ou se é frequente de acontecer.

Para quem não assistiu, aqui está o programa completo.

Chow Chow agressivo com o Dr. Pet

 


178 comments on “CHOW CHOW é Manso ou Agressivo?

  1. Tenho um casal de chow chow. Fiquei com
    eles já sabendo, que tinham dificuldades
    Para ir ao pet e reagem até contra os donos
    quando se faz algum movimento brusco, se pega
    em alguma parte do corpo deles, onde eles podem
    sentirem que vão ser dominados. Fui mordida
    pela fêmea 4 vezes. A última porque não queria
    tomar banho. São eles que decidem quando
    querem ou não qualquer coisa, desde brincar.
    São geniosos, podem estar brincando e ficarem
    agressivos de repente.

    Responda

  2. Pode atacar o proprio dono, mas o perigo maior é para quem tem crianças pequenas ou idosos em casa. Uma mordida pode arrancar o braço de uma criança, e se for bebe melhor nem imaginar. Fora o risco de levar um processo caso morda algum vizinho ou pedestre . Esse domingo mesmo abandonaram um na praça perto de casa, fiz questão de dar a volta no quarteirão pra nao correr risco de ser atacado.

    Responda

  3. Eu tenho uma chow chow de 10 meses, peguei ela com 2 meses. Desde pequena ela foi apresentada a diversos tipos de situações, crianças do meu condomínio que adoram passam a mão nela, passear, ser apresentada a pessoas “estranhas” do convívio dela, pet shop, etc.. Ela é muito amorosa, e eu e meu esposo muito amorosos com ela também. Nunca mordeu ou ameaçou ninguém. Qualquer um que chegar e passar a mão nela ela adora. Pra vocês terem uma idéia, quando levamos ela na casa da minha mãe, a poodle da minha mãe morre de ciúmes e morde os pelos dela, as vezes chega a arrancar um tufo de uma vez, lógico que agnt evita quer isso aconteça, mas as vezes agnt não vê acontecendo, a minha chow chow coitadinha leva as mordidas e fica só olhando, não reage de volta pra atacar a poodle, pelo contrário, ela ama chamar a atenção de qualquer cachorro para brincar. Muitos não aguentam o pique que ela tem, porque ela não para . Super recomendo a raça chow chow, super amorosos, brincalhões, leal e protetor.

    Responda

  4. Eu tenho um chow chow e a muito diferente dos depoimentos das pessoas dos comentários ele é muito docio carinhoso comigo e com minha esposa muito educado protetor e guando agente passa o dia fora falta pouco ele ter um infarto de tanta saudade da gente ele já tem 9 meses e espero que continue assim

    Responda

  5. Tenho uma chow chow fmea, muito tranquila mas no aceita ordens, ela s reconhece uns 3 ou 4 comandos que passear ai ela fica olhando para a guia, quando mando ela ir para tras do carro la no “chiqueirinho” e se eu falar banho ai fudeu. Ela nunca mordeu ninguem e aceita qualquer visita, na rua qualquer um ppode passar a mao nela sem problemas e se qualquer cachorro de rua latir para ela simplismente ela so fica olhando. Conclusao, cachorro nao late, essa nao morde, nao aceita ordens, nao boa para comer, bebe muita agua, adora brincar, ate agora a unica coisa ruim cuidar dos plos.
    Dei sorte com a minha.

    Responda

  6. Tenho uma chow chow fêmea, muito tranquila mas não aceita ordens, ela só reconhece uns 3 ou 4 comandos que é passear ai ela fica olhando para a guia, quando mando ela ir para tras do carro la no “chiqueirinho” e se eu falar banho ai fudeu. Ela nunca mordeu ninguem e aceita qualquer visita, na rua qualquer um ppode passar a mao nela sem problemas e se qualquer cachorro de rua latir para ela simplismente ela so fica olhando. Conclusao, cachorro nao late, essa nao morde, nao aceita ordens, nao é boa para comer, bebe muita agua, adora brincar, ate agora a unica coisa ruim é cuidar dos pêlos.
    Dei sorte com a minha.

    Responda

  7. Eu tenho 5 Chow Chow, 4 fêmeas e 1 macho. Os meus são tranquilos, nunca atacou ninguém. Eu recomendo essa raça, o meu macho tem 8 anos mas e tranquilo, o único problema e que eles são caçadores e esses dias matou galinha do vizinho, fora isso é tudo ok!

    Responda

  8. Achamos um cão dessa raça abandonado e com bicheira. Fizemos ele nos seguir até em casa e tratamos ele lá. Não conseguimos colocá-lo no carro. De alguma forma conseguimos dar banhos e tratar o ferimento. Ele é calmo, não dá bola pra nada na rua e gosta de brincar e de carinho. Ele tem um cordão comprido preso na coleira e é nesse cordão que pegamos quando queremos guiá-lo ou quando foge. Nós nunca o erguemos nem demos injeções. Embora ele pareça nos adorar, não vou ignorar os relatos que estou lendo aqui.

    Responda

  9. Tenho 5, três machos e duas fêmeas. Nunca atacaram ninguém, nem da casa nem de fora. Todos os 5 são muito brincalhões, muito higiênicos, companheiros, porém dorminhocos e gulosos. O único problema é que são muito territorialistas, quando vem outro cachorro eles não gostam, ficam rosnando e mijam pelo quintal pra marcar território.

    Responda

  10. Tenho uma chow chow Jade de 1 ano e 5 meses, ela é dócil, nunca avançou em ninguém, é relativo , aqui em casa tem muita crianças então ela acostumou as vezes corre atrás de outros cachorros , na minha opinião depende da criação . Obviamente se deixar o cachorro só preso certamente ficará bravo mesmo.

    Responda

  11. Meu sonho era ter um cachorro dessa raça, por mais que eu já tinha sido avisada de que a raça era traiçoeira fui teimosa e comprei um, tratei com maior amor e carinho do universo, afinal era o urso dos meus sonhos, ele sempre aparentou ter um temperamento forte mais eu sempre achei que isso poderia mudar dando carinho e cuidados necessário, depois que ele completou 2 anos nenhum petshop da minha cidade queria mais dar banho nele nem tosar pq alegaram que ele estava sendo totalmente agressivo, chegou a destruir o secador de um petshop, então eu mesma comecei a dar banho e aparar os pelos já que eu era a única pessoa que ele deixava tocar nele, quando ele fez 3 anos mordeu a minha irmã, desde aquele dia ele não podia mais olhar pra ela que ele queria atacar, meses depois ele mordeu a mão da minha vó, desde então ele aparentou comportamentos estranhos, mudava de comportamento muito rápido, e todos que moram comigo começaram a ficarem mais espertos, e com 5 anos eu fui a vítima, eu estava preparando o almoço e ele deitado atrás de mim, detalhe a gente tinha uma ligação super forte e muito boa por sinal, quando fui dar conta ele estava atracado na minha coxa tentando a todo custo rasgala quando finalmente eu consegui escapar e fui correr ele agarrou a outra perna, na hora senti o dente no osso do meu joelho e fui pro chão achei que eu ia morrer pq ele não soltava e essa hora eu só via sangue nas minhas pernas.. enfim tenho cicatrizes horríveis nas minhas duas coxas daquele dia, não recomendo

    Responda

Deixe uma resposta

Name and email are required. Your email address will not be published.