Mamangaba – Abelha Solitária de Poucos Amigos


Mamangaba – abelha solitária de poucos amigos, mais se parece com uma aranha voadora. É negra e amarela, peluda, emite um zumbido ao voar. Embora sejam encontrados muitos artigos na internet dizendo que ela não ataca o ser humano, a verdade é bem diferente. Moro em área afastada dos grandes centros, com quintais e muitas árvores. Os nativos da região morrem de pavor desses insetos. Quando ouvem o zumbido indicando a sua presença, saem correndo, não querem conversa com a mamangaba.

A mamangaba é conhecida por vários nomes segundo consta na WikipédiaMangangá, mamangaba, mamangava, mangava, mangangava, mangangaba ou ainda vespa-de-rodeio no Brasil; e abelhão, mata-cavalo, abugão em Portugal.”

O ataque da mamangaba

mamangaba - abelha solitária

Hoje testemunhei dois trabalhadores, que podavam uma árvore, sendo atacados por apenas um desses insetos. Os dois saíram correndo. E não é qualquer situação que assusta quem nasce na região, acostumado aos riscos que a vida em contato com a natureza pode oferecer. Depois me disseram que uma picada desse animal, além de doer muito, pode obrigar a ida ao hospital. Além disso, ao contrário das outras abelhas, um mesmo inseto pode atacar várias vezes a mesma vítima.

Lembro que, sem saber dos riscos que corria, resolvi plantar maracujás no meu quintal. Esses insetos são fundamentais na polinização dessas plantas. A plantação atraiu algumas dessas abelhas, com seu inconfundível zumbido. Felizmente nunca fui atacado por nenhuma delas.

Quem quiser conhecer um caso real de ataque de mamangaba, contado pela vítima de uma maneira bastante divertida, recomento a leitura do artigo “Como sobreviver a um ataque de mamangaba”, no blog da Tati Bevilacqua. O fato aconteceu na Serra da Canastra, em Minas Gerais, perto da Cachoeira do Fundão. Segundo Tati, que levou várias ferroadas, “… é muito pior do que picada de abelha, marimbondo, mutuca… é indescritível a dor! Parece uma mordida, não uma picada.

Dicas para Acabar com Pulgas


Obter dicas para acabar com pulgas talvez seja a principal preocupação de quem cuida de cães e gatos. Não é tarefa fácil, já que a pulga adulta representa apenas 5% do total das pulgas que infestam o ambiente. Então, não basta acabar com as pulgas que estão no corpo do animal, mas também eliminar os outros 95% em forma de ovos, pupas e larvas.

Em outro artigo apresentamos o depoimento de quem enfrentou o mesmo problema. Desta vez vamos dar um passo-a-passo com dicas para acabar com pulgas, eficazes, testadas e comprovadas.

Pulgas são insetos sem asas

As pulgas, em geral, descem do animal para colocar os ovos no ambiente. Cada pulga adulta coloca cerca de 500 ovos durante a sua vida. As larvas gostam de lugares secos e escuros. Sofás, tapetes, cobertores, cama do cachorro ou do gato, casinha do cachorro, são alguns de seus abrigos preferidos.

Novas dicas para acabar com pulgas

As pulgas não voam, mas pulam até um metro de altura e atingem meio metro de distância. Um animal infestado pode contaminar qualquer outro que esteja próximo. Gatos habituados a frequentar a rua trazem as pulgas para dentro de casa e também são suas vítimas. Gatos conseguem retirar do corpo os carrapatos, mas com as pulgas o negócio é diferente. O tratamento de gatos também é diferente pois os remédios usados em cachorros nem sempre servem para os gatos.

Não vamos falar neste artigo das doenças que a pulga pode transmitir, principalmente a Peste Bubônica, também conhecida por Peste Negra, causada por uma bactéria. Também deixaremos a Dermatite Alérgica (DAAP) para outro artigo. Pulgas também são hospedeiras e transmissoras de vermes como o Dipylidium canino. Fica para depois.

Dicas para acabar com pulgas

1 – Banho – Dê um banho morno no seu animalzinho. O banho pode ser dado em casa e não precisa usar produto anti-pulgas. Muita gente aconselha o uso do sabonete Phebo para acabar com pulgas que estão no cachorro, mas não há comprovação científica sobre a eficácia do produto. O fato é que as pulgas se sentem incomodadas durante o banho e procuram refúgio na área do pescoço e perto do ânus. Então, ensaboe essas áreas antes de começar o banho propriamente dito. As pulgas ficam tontas, como se estivessem sonolentas, e não têm para onde correr. O uso de um pente fino durante o banho eliminará muitas delas.

2 – Medicação – Aplicação de medicamentos em pipetas na nuca (cães e gatos), que atuam contra pulgas e carrapatos, ou um medicamento mais moderno, em forma de tabletinho sabor carne (apenas para cães), com proteção garantida por 12 semanas. Custa um pouco mais, mas protege por mais tempo. As coleiras anti-pulgas podem ser utilizadas nos gatos que gostam de sair de casa. Mas cuidado: já comentei aqui que um de meus cachorros teve uma reação alérgica logo após colocar a coleira anti-pulga. Então, fique atento ao usar.

3 – Aspiração do ambiente – Use o aspirador nos lugares preferidos pelas pulgas e larvas, como sofás, tapetes, cama, cobertores. Antes de aspirar o ambiente, aspire um pouco de talco anti-pulgas. Assim, as pulgas que forem sugadas morrerão dentro do saco. Faça isso duas vezes por semana.

4 – Limpeza do ambiente – Semanalmente, passe no piso um pano úmido com um bom desinfetante utilizado em clínicas veterinárias. Existem também inseticidas que podem ser aplicados no piso uma vez por mês. Os animais domésticos devem ser retirados e mantidos afastados até que o piso esteja completamente seco. Antes de usar o inseticida, converse com o veterinário que acompanha seus bichinhos. O vinagre é o substituto preferido por muita gente. Nunca experimentei, mas dizem que o vinagre é muito eficiente para acabar com os ácaros no colchão, quando misturado com álcool em partes iguais.

Feito isso, adeus pulgas! Conte a sua experiência. Você conhece alguma dica para acabar com pulgas?

Sopa Fortificante para quem está com Dengue – Fortalecendo o Sistema Imunológico


Completando o artigo “Qual a diferença entre Dengue, Chikungunya e Zica Vírus“, a respeito das doenças causadas pelo mosquito Aedes Aegypti, vamos aprender a fazer uma sopa fortificante para o sistema imunológico. O que tem a ver receita da sopa fortificante com o Tudo Sobre Bichinhos? Tudo a ver. Afinal, um mosquito é a causa dessas doenças.

O astro principal da sopa fortificante é o inhame. A batata doce também tem papel importante. Para completar a lista dos legumes, adiciono batata asterix. Cebola, alho e um pouco de sal temperam tudo. Poderia adicionar gengibre e açafrão, mas estavam em falta na minha despensa. Para completar, um pedaço de músculo bovino de primeira. Os vegetarianos me perdoem, mas na hora da doença o pedaço de músculo bovino atua como remédio. Questão de sobrevivência. A mim também não agrada indicar o músculo, mas o paciente precisa se recuperar rapidamente. Quem não se sentir à vontade pode excluir o músculo.

Propriedades dos principais ingredientes da sopa fortificante

inhame principal ingrediente da sopa fortificante

Inhame – Fonte de Vitamina B6, C, Vitaminas do Complexo B, Cálcio, Ferro, Fósforo e Potássio, reduz os riscos de doenças cardíacas, além de ser anti-inflamatório e reforçar o sistema imunológico. Não deve faltar na sopa de legumes.

Batata doce – Considerada um dos alimentos mais nutritivos do mundo, a batata doce é rica em antioxidantes, fonte de Vitamina A, C, E, Ferro, Manganês e Potássio. Atua como anti-inflamatório.

Cebola – Os benefícios da cebola não cabem em um artigo superficial. A cebola é o tempero ideal para todos os alimentos, podendo ser comida crua em saladas. Rica em quercetina, favorece a circulação sanguínea. Previne a trombose e envelhecimento de veias e artérias. Ajuda a reduzir o colesterol. Combate a anemia. Ajuda noalívio dos sintomas de gripes e resfriados. Deve ser totalmente utilizada. Se usar apenas metade, jogue o restante no lixo. A cebola absorve as bactérias do ambiente.

Alho – Sua atuação como anti-cancerígeno é mencionada em vários artigos disponíveis na internet.  Atuando em parceria com a cebola, o alho ajuda a reduzir a pressão arterial e o colesterol ruim.

Embora não esteja com dengue, já preparei o jantar como explicado acima. Afinal, o inverno chegou e nada como uma sopa fortificante para aquecer o corpo.

 

Qual a Diferença entre Dengue, Chikungunya, Zica Vírus, Febre Amarela – Mosquito Aedes Aegypti


O que têm em comum Dengue, Chikungunya e Zica Vírus? Quem pensa que o mosquito Aedes Aegypti só é perigoso por transmitir Febre Amarela e Dengue, enganou-se. As doenças transmitidas pelo mosquito são parecidas e identificadas por avaliação clínica e exames de sangue. O nome do mosquito Aedes Aegypti tem origem na palavra grega aēdēs, que significa “odioso“.

Diferenças e semelhanças entre Dengue, Chikungunya e Zica Vírus

aedes - transmissor dos vírus que causam a |febre Amarela, Dengue, Chikungunya e Zica Vírus

O Zica Vírus é da mesma família dos vírus da dengue e febre amarela. Foi identificado recentemente, sendo novidade entre nós. Até 2014 parecia ser menos agressivo do que o vírus da dengue, não havendo registros de mortes causadas pela doença. Os sintomas se confundem com os da Dengue. O Zica Vírus provoca febre intermitente, erupções na pele, coceira, dor muscular e de cabeça. Os sintomas desaparecem em até uma semana. Os sintomas surgem após 10 dias da picada do mosquito. Febre e manchas vermelhas no rosto são os primeiros sinais. Em seguida as manchas se espalham pelo corpo, atingindo principalmente os braços, pernas e abdômen. Dor nas articulações e nos músculos, cansaço, diarreia também acometem os doentes. Felizmente tudo isso passa após uma semana. Mais uma vez devemos lembrar que a prevenção é fundamental, não apenas combatendo o mosquito, como nos alimentando bem para fortalecer o sistema imunológico.

Síndrome de Guillain-Barré

Apesar do Zica Vírus ter sido considerado até 2014 o menos ruim dos três, tem acontecido no Estado da Bahia, onde a doença atingiu o nível de epidemia, uma complicação que tem sido associada à doença. Trata-se da Síndrome de Guillain-Barré. É uma reação do organismo que pode ocorrer até um mês após uma infecção causada por vírus ou bactéria. Ataca o sistema nervoso e provoca paralisia, que começa pelos pés, sobe pelo corpo até chegar ao rosto. Nos casos mais graves provoca paralisia respiratória. O tratamento é caro, com imunoglobulina.

Microcefalia

Recentemente, o Zica Vírus foi responsabilizado pelos casos de microcefalia que se espalham pelo Brasil a partir da região nordestre.

“A microcefalia é um quadro em que bebês nascem com o cérebro menor do que o esperado (perímetro menor ou igual a 33 cm para bebês a termo) e que compromete o desenvolvimento da criança em 90% dos casos. As causas exatas do surto no Brasil ainda estão sendo investigadas. O principal suspeito é o Zika vírus, de origem africana e primo do vírus da dengue. Ele circula no país desde maio do ano passado e uma das hipóteses é que chegou aqui junto com turistas que vieram para a Copa do Mundo. Os casos de microcefalia coincidem com áreas em que o vírus circulou no ano passado.” (Bem Estar – TV Globo 26/11/2015)

A Dengue é a mais grave das três doenças pois é a que mais mata o paciente picado  pelo mosquito. Nos casos mais agudos pode causar hemorragias e levar à morte. Febre alta, dores musculares, falta de ar e moleza são os sintomas dos 4 tipos conhecidos da doença. O exame de sangue mostra acentuada queda na quantidade de plaquetas, facilitando hemorragias.

O Chikungunya provoca dores intensas nas articulações além dos outros sintomas já descritos. As dores articulares podem durar até duas semanas na forma mais intensa, mas o desaparecimento total pode demorar meses. Não se tem notícias de complicações sérias ou mortes.

Tratamento da Dengue, Chikungunya e Zica Vírus

O mosquito Aedes Aegypti pode transmitir mais de uma dessas doenças ao mesmo tempo. Haja resistência para combater tanta doença. Não se deve fazer uso de AAS (aspirina) para não agravar o quadro hemorrágico. Dentre os medicamentos permitidos, a DIPIRONA (Novalgina) é o mais indicado para aliviar os sintomas. O Paracetamol está sendo apontado como veneno para o fígado e possível causador do agravamento dos sintomas da dengue. Deve ser evitado até comprovação da notícia.

Ocorrendo algum desses sintomas procure um médico imediatamente. Muito líquido, repouso e alimentação são indicados no tratamento. Infelizmente não existem vacinas e os antibióticos não têm efeito contra vírus.

A boa alimentação fortalece o sistema imunológico, evitando doenças e acelerando a recuperação. Quem não lembra da sopinha que mamãe fazia? Aqui está a receita de uma sopa deliciosa e nutritiva preparada com inhame, batata-doce e um pedaço de músculo. Não devemos usar temperos e caldos industrializados, ricos em conservantes e realçadores de sabor, como Glutamato Monossódico. Utilize apenas cebola, alho e um pouco de sal.

 FB_IMG_1455826808824

Joaninha Ajuda a Eliminar o Piolho das Plantas


Além das abelhas e do bicho-da-seda, um inseto se mostra extremamente útil ao nosso planeta: as joaninhas. Os jardineiros as adoram. A joaninha ajuda a eliminar o piolho das plantas, conhecido como pulgão pelo seu formato parecido com o de uma pulga. Os pulgões atacam os jardins, florestas e áreas agrícolas. São insetos pequenos que se alimentam de seiva dos vegetais e a joaninha, um tipo de besouro, é um dos seus principais predadores.

A joaninha ajuda a eliminar o piolho das plantas

Os pulgões se alimentam da seiva das plantas.  Nesta tarefa ininterrupta acabam atraindo outros insetos. As formigas sugam as gotinhas liberadas pelos pulgões. As joaninhas também são atraídas, mas para devorar o pulgão, seu prato predileto. As joaninhas chegam a comer mais de 50 pulgões por dia. Sua larva, bastante voraz, devora mais de 200 pulgões diariamente.

Joaninha ajuda a eliminar o piolho das plantas, também chamado de pulgão

Pulgões, formigas e joaninhas possuem seis patas articuladas, o que os caracteriza como insetos. As joaninhas possuem duas asas membranosas, dobráveis, protegidas pela carapaça colorida, característica dos besouros. Mas, ao contrário da joaninha, há besouros que destroem as plantações. Felizmente cada predador acaba encontrando na natureza um inimigo natural, geralmente outro inseto, que ajuda a manter o equilíbrio ecológico. Quando o homem interfere, principalmente usando defensivos agrícolas à base de venenos, pode acabar com alguns inimigos naturais, com efeitos devastadores no futuro.

As joaninhas são predadores no mundo dos insetos e alimentam-se de afídeos, moscas da fruta, pulgões, piolhos da folha e outros tipos de insetos, a maioria deles nocivos para as plantas. Uma vez que a maioria das suas presas causa estragos às colheitas e plantações, as joaninhas são consideradas benéficas pelos agricultores. Apesar da grande utilidade, estes insetos sofrem ameaça dos agrotóxicos utilizados pelos agricultores em suas plantações. (Wikipédia)

Existem mais de 600 mil espécies de insetos catalogados para “apenas” 15 mil espécies de mamíferos, 25 mil aves e 4 mil répteis. São muitas as espécies de insetos e atualmente poucos são aqueles considerados úteis ao ser humano. No futuro, com o avanço científico, o homem saberá utilizar todos os benefícios de tantos insetos desconhecidos.

Bicho-da-seda é Fonte de Renda para Muitas Famílias


Usar camisas de seda pura era o sonho de qualquer rapaz da geração passada. As camisas de manga comprida, com seu brilho e maciez, faziam sucesso nas festinhas de fim de semana, os chamados sorvetes dançantes. Cheguei a ter duas, sem imaginar que aquele tecido geladinho era produzido pela larva da mariposa Bombyx mori, conhecida por BICHO-DA-SEDA. Mais feliz fiquei quando aprendi que o bicho-da-seda é fonte de renda para muitas famílias. Como toda alegria tem seu lado triste, o bicho-da-seda vive para produzir o fio e em seguida é morto para não estragar o casulo. Seus restos mortais irão se transformar em ração de peixe, iscas ou petiscos em países orientais.

bicho-da-seda é fonte de renda para muitas famílias

Nativo do norte da China, o Bicho-da-seda é conhecido há mais de três mil anos. A larva alimenta-se exclusivamente de folhas da amoreira e vivem pouco tempo, apenas um mês como lagarta. Quando chega o momento da mudança, em que a larva deveria se transformar em mariposa, esta cria um casulo onde se dará a metamorfose. É neste momento que começa a segregar um fio, que dará origem à seda que conhecemos. Infelizmente haverá o sacrifício da crisálida antes do fim do processo para preservar a integridade do fio. Em apenas três dias cada lagarta produz um fio único de seda com mais de um quilômetro de extensão. Antes de completar a metamorfose a crisálida é morta por desidratação (calor). Em seguida o casulo é fervido em água para ser desfeito e o fio enrolado para aproveitamento industrial.

Quase toda a seda produzida no Brasil é exportada. Apenas 4% de toda a produção é aproveitada por nossas indústrias. A maior parte é vendida a tecelagens do exterior.  A sericicultura é uma excelente opção para a geração de renda nas propriedades familiares que fiquem próximas a tecelagens de seda.

Para quem pensa em se aventurar na produção da seda:

UOL: Veja como acontece…

Globo Rural: Produção de casulos formados pela lagarta da espécie Bombyx mori é opção de renda em propriedades familiares próximas a tecelagens de seda. 

Bicho-da-seda é fonte de renda para muitas famílias como esta:

Mel de Abelhas – Tipos e Propriedades – Teste para Saber se Mel é Puro


O Mel de abelhas é um alimento que, além de ter reconhecida ação antibacteriana, ainda possui proteínas, vitaminas e sais minerais essenciais à nossa saúde. Sendo um alimento especial para a nossa saúde, deveria fazer parte da nossa dieta diária. Há muitos tipos de mel de abelhas e além das conhecidas abelhas e suas múltiplas variedades, muitos outros insetos também produzem mel, embora em menor quantidade e sem a mesma fama daquele produzido pelas abelhas.

O mel de abelhas pode vir de uma única flor, chamado de mel monofloral, ou de vários tipos diferentes de flores, o mel plurifloral. Geralmente as abelhas percorrem longas distâncias em busca de flores de diversas espécies e produzem o conhecido mel Silvestre, bastante apreciado pelo seu sabor. Mas também encontramos mel de flor de laranjeira, eucalipto, etc.

Mel de abelhas de boa qualidade

O mel de abelhas cristaliza. É normal que isso aconteça. Se o mel é puro, verdadeiro, livre de falsificações e não cristalizou com o passar do tempo, pode ter havido um aquecimento acima do normal durante a extração ou processo de embalagem, o que teria também contribuído para destruir sua propriedade antibacteriana.

Um teste simples pode indicar se o mel é puro ou falsificado. Encha um copo com água e adicione uma colher de sopa de mel. Se o mel dissolver na água, trata-se de mel impuro, fabricado com melaço de cana. Mel puro vai direto para o fundo, sem dissolver.

Para sua segurança prefira sempre adquirir mel de apicultor conhecido, em estabelecimento comercial. Comprar mel de abelhas de vendedor ambulante na porta de casa é correr um risco enorme de estar pagando caro por uma garapa de açúcar, melado, glicose de milho, e tantos outros produtos nem sempre saudáveis. Depois da compra, descoberta a fraude, você não terá como reclamar. O vendedor sumiu. Resta descartar o produto e esperar não passar mal por ter ingerido algo desconhecido, feito sabe-se lá como e com que higiene.

Mesmo sendo um mel de qualidade comprovada, crianças pequenas não devem fazer uso do alimento. A ANVISA, “Agência Nacional de Vigilância Sanitária”, não recomenda a ingestão do mel por crianças com menos de um ano de idade. Há riscos de contaminação por esporos do bacilo “Clostridium botulinum”, responsáveis pelo botulismo.

Variedades mais conhecidas de mel de abelhas

  • Silvestre – tem coloração média e sabor e odor suaves.
  • Eucalipto – é um mel mais escuro e aromático, de sabor forte. Possui maiores teores de sais minerais, como potássio, ferro e manganês. É anti-séptico pulmonar, urinário e intestinal. Combate a bronquite, acalma a tosse e atua como excelente lubrificante das vias aéreas, fluidificando o muco e permitindo um expectoração facilitada. 
  • Laranjeira é um mel leve, mais claro, com sabor suave. Preferido para manter o bom funcionamento dos intestinos. Contém vários ácidos orgânicos, inclusive o ácido fórmico, que promove a tonificação dos músculos. É um excelente anti-espasmódico e sedativo, recomendado para problemas do sistema nervoso central, palpitações e nervosismos.  

Referências: Wikipédia – Yahoo

Visita ao meliponário do Canil Terra de Bem-Virá

(Meliponário é uma coleção de colmeias de abelhas sem ferrão (Meliponíneos) de vários tipos.)

Abelhas São Insetos do Bem – Dependemos das Abelhas para Sobreviver


Abelhas e formigas destacam-se como sociedades organizadas no grupo dos insetos. Existe uma descomunal variedade de insetos, alguns úteis, outros nem tantos, mas todos tem algumas características semelhantes. Alguns insetos, como os mosquitos, transmitem doenças. Outros, produzem a seda, o mel, polinizam as plantas e arejam o solo, facilitando a agricultura.

Os insetos são invertebrados com o corpo dividido em três partes, cabeça, tórax e abdomem. Todos possuem três pares de patas, olhos compostos e duas antenas. No caso dos animais que possuem olhos compostos, a imagem é capturada por centenas de sensores, os omatídeos, mas este assunto está bem explicado na Wikipédia.

A sobrevivência do homem depende das abelhas

As abelhas e a polinização

As abelhas são importantes para a sobrevivência da espécie humana no planeta, não tanto pelo delicioso mel que produzem, mas pela polinização das plantas, que acontece durante os voos  que fazem coletando o néctar das flores. A produção das frutas depende desse trabalho e a redução na quantidade de abelhas, com o crescimento das cidades e derrubada das florestas, pode levar à escassez de alimentos.

Para produzir um quilo de mel, as abelhas precisam visitar 5 milhões de flores. Cada abelha chega a visitar dez flores a cada minuto. Além de se abastecer do néctar, a abelha carrega o pólen em suas patas, que vai depositando em outras flores, polinizando-as e permitindo a multiplicação. É o milagre da vida se fazendo presente.

Abelhas e formigas têm muitas semelhanças. Todas têm uma rainha, com a função de procriar e manter a população ativa do formigueiro ou colmeia. Vivem mais que as obreiras, pois sua alimentação é especial. No caso das abelhas, a geleia real é responsável por mantê-la viva por mais de cinco anos, enquanto uma operária, alimentada com mel, vive menos de dois meses. Somente as fêmeas trabalham, mas a quantidade de abelhas machos, os zangões, é consideravelmente maior do que entre as formigas. E os zangões têm permissão para visitar outras colmeias com a missão de fecundar a rainha. As fêmeas ficam restritas à colmeia onde vivem.  Os zangões que conseguem conquistar a rainha são mortos após o voo nupcial. Que coisa triste!

Com o fim do verão, redução na produção de mel e do estoque de alimento, os machos são expulsos da colmeia, e as abelhas selam as entradas não os deixando retornar. Acabam morrendo de frio e fome. Os que insistem em permanecer são mortos pelas abelhas. As fêmeas não são fáceis!

Abelhas nativas brasileiras

Visita ao meliponário do Canil Terra de Bem-Virá

(Meliponário é uma coleção de colmeias de abelhas sem ferrão (Meliponíneos) de vários tipos.)

O Fantástico Mundo das Formigas


Há mundos onde os seres são muito pequenos, alguns microscópicos, que acabam passando despercebidos, até que nos incomodem. Assim é o fantástico mundo das formigas.

Não é por acaso que estes mundos exerçam um fascínio naqueles que os observam. Seres que agem apenas por instinto de sobrevivência não seriam capazes de demonstrar tanta organização, técnica  e uma cultura tão complexa.

Comecei a me interessar pelo mundo das formigas há pouco tempo. Ficava intrigado como elas apareciam em um ambiente aparentemente limpo, bastando esquecer um resto de alimento. Primeiro chegava uma, depois outra, reconheciam o terreno e se afastavam sem tocar no alimento. Em seguida chegavam as outras, bem organizadas, em fila indiana, tendo alguns formigões fora da fila, como cuidando da segurança da comunidade. Segurança dos indivíduos ou trabalho escravo? – cheguei a imaginar.

Segundo a Wikipédia, as formigas deixam uma trilha de feromônio, que pode ser seguida por outras formigas. Quando uma obreira encontra comida ela deixa um rastro no caminho de volta para a colônia, e esse é seguido por outras formigas que reforçam o rastro quando elas voltam à colônia”.

E mais: “As formigas são úteis porque podem ajudar a exterminar outros insetos daninhos e a aerificar o solo. Por outro lado, podem tornar-se uma praga quando invadem as casas, jardins e campos de cultivo“.

Curiosidades do mundo das formigas

O fantástico mundo das formigas

O modelo adotado por essa cultura deu certo no nosso planeta, tanto que existe há mais de 60 milhões de anos. As formigas de hoje são iguais àquelas que existiam na época dos dinossauros.

Embora pequenas, as formigas conseguem carregar objetos muito mais pesados do que o seu corpo, podendo chegar, em situações extremas, a 50 vezes o seu peso.

A colônia tem um total controle genético. Só nascem fêmeas para o trabalho doméstico, que vai desde cuidar das tarefas no formigueiro, como cuidar da limpeza, alimentar as outras formigas da colônia e, principalmente, cuidar da rainha. A rainha, que pode viver cerca de 30 anos, é a única responsável pela procriação. Sua única função é pôr ovos, e são milhões por mês. Os machos são produzidos apenas para o acasalamento, morrendo em seguida. Uma formiga vive normalmente apenas alguns meses, podendo chegar a dois ou três anos.

Os formigueiros ocupam uma enorme área no sub-solo, podendo chegar a 12 metros de profundidade, e são repletos de túneis. Nesta colônia podem viver milhões de formigas.

Esta matéria, dividida em 5 partes, mostra como é o fantástico mundo das formigas:

Parte 1:

Parte 2:

https://www.youtube.com/watch?v=Vt-_ltOXX_c

Parte 3:

https://www.youtube.com/watch?v=c9cT5X88tno

Parte 4:

https://www.youtube.com/watch?v=NsNe_o_wuLg

Parte 5:

https://www.youtube.com/watch?v=Nl4nZ2mF0xQ

 

Mistérios do Reino Animal


Muita gente faz diferença entre o homem, que pertence ao reino animal, e as outras espécies deste mesmo reino. Para estas pessoas os animais agem unicamente por instinto e tem comportamento reativo ao meio e situações do momento. Pensando assim, podemos afirmar que o homem também age por instinto e suas reações dependem do ambiente que o cerca.

Quem convive com animais e observa a natureza com a mente aberta vai concluir que há muito mais semelhanças do que diferenças entre os seres humanos e outras espécies do reino animal. Para começar, animais demonstram sentimentos como amor e gratidão. Já o ódio, por serem superiores a nós, não costumam manifestar tal fraqueza, mas podem ser capazes disso, se necessário. Um animal que você retire das ruas e dê abrigo, amor e alimento será eternamente grato, viva você em um palácio ou debaixo de uma marquise que o protege da chuva.

Mel, legítima representante do reino animal

Sempre que chego do mercado ou da caminhada matinal, mesmo tendo passado pouco tempo ausente, sou recebido pela Mel, minha cachorrinha, com muitos beijos e abraços carinhosos. Já disseram que isso acontece por causa do suor, que é salgado, e atrai o interesse do animal. Apesar da afirmação ter partido de um veterinário americano, ele demonstra não entender nada de animais e desconhecer o amor verdadeiro, sem interesses.

O ciúme é um sentimento real no reino animal. Não se trata de necessidade de assumir liderança. É a vontade de receber todo o carinho de alguém para si (ciúme e egoismo caminham juntos).

Muita coisa poderia ser dita sobre a inteligência e comportamento dos animais. Hoje fui acordado pelos gritos desesperados de um pequeno pássaro, comum na região, cujo filhote havia sido capturado pela minha gatinha. Corri ao quintal e retirei o passarinho, sem ferimentos, da boca da Xandoca. A mãe do passarinho observava a cena do alto do fio telefônico e ficou feliz quando o soltei nos fundos de casa. A gatinha, muito magoada comigo, passou algum tempo me ignorando, no alto do muro. Somente agora retornou, entrou em casa e foi dormir.

Outros mistérios do reino animal

Você está tentando pegar no sono e um mosquito insiste em sobrevoar seu ouvido, em rasantes barulhentos. Você levanta, acende a luz, e não encontra nada. Ele está escondido, esperando apagar novamente a luz. Ele, apesar de pequeno, avaliou a situação e tomou a decisão de se esconder até o perigo passar.

Uma lagartixa apareceu perto da janela do quarto. Se você continuar olhando firmemente em sua direção ela se manterá imóvel. Agora, desvie o olhar por uma fração de segundo. Onde foi parar a lagartixa?  Se escondeu e você não viu para onde ela foi. Sabedoria aplicada ao dia a dia. Tomou uma decisão após avaliar a situação e riscos envolvidos.

Os animais nos surpreendem todos os dias e mostram que está certo o ditado que diz:  “só não falam para não trabalhar”. Mas eles também falam (e trabalham). Nas madrugadas fico ouvindo cães latindo ao longe. Meus cachorros, que dormem no meu quarto, não se abalam. Até que, do nada, um latido diferente, seja na entonação, timbre ou volume, desperta o interesse e eles se agitam, latindo também.

Formigas, o reino animal organizado

Para encerrar, pois o objetivo deste artigo é apenas trocar ideias sobre o reino animal, coloquei um pouco de ração em cima da máquina de lavar. O local é de difícil acesso, mas quase imediatamente, sem que saiba de onde veio, aparece uma formiga reconhecendo o terreno. Em seguida outra, e mais outra. Aproximam-se do alimento mas não o tocam. Preferem se afastar.

Minutos mais tarde chegam muitas formigas em fila indiana e começa o trabalho de remoção.

Os olheiros cumpriram seu papel e chamaram as outras formigas, que trabalham organizadas em castas e levam todo o alimento para o formigueiro. No meio delas há formigas gigantes, que não trabalham, apenas observam o ambiente. Para saber mais sobre formigas leia o artigo na Wikipédia.

O que fazem as formigas gigantes?

Maravilhas do reino animal

Algumas dessas formigas são enormes e são responsáveis pela segurança das operárias. Chego a pensar em trabalho escravo. Será possível?

Formigas e abelhas têm muito a nos ensinar. Dividem tarefas, são organizadas e respeitam a liderança. Trabalham pelo grupo, cada uma delas cumprindo seu papel, numa hierarquia perfeita.

Conte-nos a sua experiência. Seu bichinho já o surpreendeu e o fez pensar: “PARECE GENTE“?