Siga as Recomendações do Veterinário


Pouca gente segue as recomendações do veterinário quando quer tratar alguma doença aparentemente simples de seu bichinho de estimação. Quanto mais aprendemos sobre determinado assunto, mais acreditamos que somos capazes de substituir o profissional especializado. Na verdade, nosso conhecimento abrange determinados aspectos, situações que vivenciamos, sem considerar todas as informações disponíveis.

Refiro-me particularmente aos cuidados que damos aos nossos bichinhos. Um simples curativo pode causar sérios danos se não for usado o antisséptico adequado. Quer ver um exemplo? Você faria uma viagem por estradas de terra, cheias de buracos, usando aquele carro confortável, com suspensão rebaixada, que roda pelas ruas asfaltadas do seu bairro? Nestas estradas ruins o veículo mais apropriado seria um 4 x 4 ou até mesmo um trator. Com medicamentos acontece algo parecido.

Siga as recomendações do veterinário

Se você, hipoteticamente, precisa de um simples antisséptico para prevenir infecções, bem baratinho, cuja finalidade será manter o local limpo e livre de bactérias, não vale a pena pagar mais caro por outro produto, talvez até melhor para outra situação, que pode conter antibióticos em sua fórmula. Uma simples leitura da bula já mostra as contra-indicações.

A importância das recomendações do veterinário

Existem produtos largamente usados contra pulgas e carrapatos que podem ser fatais a determinadas raças de cães, principalmente aos de focinho longo. O veterinário sabe disso, conhece os riscos e as dosagens de cada medicamento recomendados para cada tipo de animal. E, muito importante, durante quanto tempo o medicamento deverá ser utilizado. Interromper o uso do antibiótico antes do prazo pode criar resistência e infecções mais agressivas.

Com a alimentação os cuidados devem seguir o mesmo padrão. Uma alimentação errada pode provocar graves doenças, algumas fatais e irreversíveis. Não medique por conta própria apenas porque deu certo com o cachorro do amigo. Cada caso é um caso e, muitas vezes, até mesmo o veterinário experiente encontra dificuldade em fazer um diagnóstico preciso, precisando recorrer a exames complementares.

 

 
117 views

Deixe uma resposta

Name and email are required. Your email address will not be published.