SHAR PEI tem Rugas e Língua Azulada


O Shar Pei teve origem na China, onde era usado para a caça. A raça já foi considerada a mais rara do mundo, correndo até o risco de extinção. Isso aconteceu por volta de 1970, quando os cães eram usados como alimento na China (e ainda são). Cães eram usados com essa finalidade e as raças consideradas “de luxo” exigiam o pagamento de muitos impostos de quem se dispusesse a mantê-los. Felizmente o risco acabou, graças aos criadores europeus e norte-americanos que se encarregaram de salvar e espalhar o simpático cãozinho pelo mundo afora.

Características do Shar Pei

Shar Pei

As rugas chamam a atenção e torna os cães da raça Shar Pei únicos e inconfundíveis. A língua é escura, azulada, como a do Chow Chow. São cães dóceis, leais e bons para a guarda.

Shar Pei significa pele de areia ou pelo duro cor de areia. Dizem que nas brigas com outro cão costumava se enrolar na areia para causar um certo desconforto e dificultar a pegada, mas isso parece uma fantasia, a menos que os cães não fizessem outra coisa a não ser brigar. A cor do pelo deve ter dado origem ao nome da raça.

As rugas do Shar Pei são verticais. Mede de 40 a 50 cm e pesa de 16 a 25 quilos. Não é um animal fácil de lidar e deve ser adestrado com firmeza e  desde cedo, para que seja obediente e se acostume com seres humanos.

O Shar Pei não é muito brincalhão, talvez por ser tímido, mas é amigável com outros animais de estimação. Muito protetor, é um bom cão de guarda e tolera razoavelmente frio e calor. Vive relativamente pouco, entre 8 e 10 anos.

Quem tem um Shar Pei sempre quer ter outro, mais outro e mais outro. Eles são cativantes, dizem seus donos. Impossível não amá-los.

Origem da foto: Hospedagem cães
 
743 views

Deixe uma resposta

Name and email are required. Your email address will not be published.