Resgatando Gatinhos Abandonados


Nada proporciona mais satisfação a quem se dedica aos animais, do que concluir com êxito o resgate de gatinhos abandonados.

A Xandoca é uma gata persa, nossa conhecida, que já deveria ter sido castrada. Infelizmente isso não foi possível porque as economias foram utilizadas na operação de retirada de um tumor na boca do Nick, um dos cachorros da casa. A castração da Xandoca foi adiada. Resultado: mais três filhotinhos.

Desta vez ela preferiu ter os bebês em um lugar afastado, um quintal na casa de veranistas, pois aqui já vivem dois cachorros e dois gatos, filhos dela nascidos em setembro.

O resgate dos gatinhos abandonados

Em 16 de março nasceram os filhotes e viveram tranquilos no quintal deserto por um mês, quando os veranistas chegaram para aproveitar o feriado. Foi aí que fiz o resgate de mãe e filhos e os trouxe para o quarto confortável que já os esperava, onde ela teve Lili e Leléu anteriormente.

resgatando gatinhos abandonados

Os três, dois amarelos e um escurinho lindo, estão passando muito bem. Logo que chegaram reparei que um deles estava com os olhos fechados, com as pálpebras coladas, sem conseguir enxergar. Limpei o ambiente com soro fisiológico e, aos poucos, o funcionamento dos olhos foi restabelecido. Mas a inflamação era grande.

Acionado o veterinário que cuida dos meus bichinhos há muitos anos, um colírio salvador à base de antibiótico tratou da inflamação. Dr. Fábio Caputo sabe das coisas.

gatinhos abandonados

Em pouco tempo os olhos se recuperaram completamente.

Os três filhotes e a mãe foram vermifugados e o próximo passo é dar a primeira dose da vacina. Isso deverá ocorrer quando completarem 60 dias, em 16 de maio.

Trinta dias após a primeira dose recebem a segunda e, em seguida, a vacina contra a raiva. Aos seis meses, correndo tudo bem, vamos castrá-los.

 
407 views

Deixe uma resposta

Name and email are required. Your email address will not be published.