A Missão dos Protetores de Animais


“Olá pessoal, ainda tenho alguns anjos para adoção, mas não vou usar termos apelativos tipo estão morrendo, vão para rua, vão ser envenenados,  termina hoje o prazo.  Jamais! Estão comigo! Consegui adoção para alguns e muito boas, mas se ninguém os quiser não voltarão para a rua, não serão envenenados. Ficarei com eles. Sempre dou meu jeito. Não sou acumulador, nem protetor, apenas os amo. Abro a mão do fútil e abraço os Anjos. Se aparecer alguém que ame realmente, estão comigo. Vou postando, ok ? Obrigado!” – David Vieira

Protetores de animais

Protetores de animais

David Vieira é morador de Iguabinha e uma de suas missões nesta vida é cuidar de gatos, que considera verdadeiros Anjos. O post acima foi publicado em sua página no Facebook há dois dias, em 27 de maio de 2016. É mais um post onde declara seu amor pelos gatos, entre tantos outros que David publica. Sua casa, cercada por muros altos, com telas de proteção estrategicamente colocadas, inclinadas a 45 graus para evitar a escalada dos felinos, serve de abrigo para dezenas de gatos, que convivem em harmonia e total segurança. Recebem alimentação, vacinas, tratamento de doenças pré-existentes e, acima de tudo, atenção, carinho e amor.

Embora não queira ser conhecido como um dos muitos protetores de animais, David já retirou das ruas centenas de gatos abandonados e ainda cuida da alimentação de outros tantos, que preferem continuar pelas ruas, frequentando quintais e vivendo em total liberdade, mesmo que expostos aos perigos que a rua oferece. Um gato criado solto vive, em média, três anos. Um gato doméstico pode viver mais de 15 anos.

Protetores de animais espalham amor

A história de David é parecida com a de muitos outros protetores de animais. Em Iguabinha, bairro de Araruama onde vivo, também mora D. Ana, que dá abrigo em sua casa a mais de 20 cães. São tratados com a melhor ração do mercado, recebem vacinas e acompanhamento veterinário. Prometo fazer uma visita e escrever um artigo mostrando seus cachorrinhos.

O papel dos protetores de animais vai além do auxílio direto que prestam aos nossos companheiros de jornada. Seu exemplo afeta os humanos, reduzindo pensamentos de maldade e mostrando que a força mais poderosa do universo é o amor. Seu trabalho em prol dos bichinhos se espalha pelas redondezas e altera paradigmas. Pessoas mudam de comportamento e passam a respeitar a vida, qualquer forma de vida. É um trabalho lento, nem sempre bem compreendido, mas muito importante aos olhos do Criador.

Ainda falando de amor pelos animais, transcrevo trecho de artigo que encontrei falando de Chico Xavier e e seu amor pelos animais:

Os biógrafos de Francisco Cândido Xavier são unânimes em destacar seu imenso e admirável amor pelos animais. Seu amigo Adelino da Silveira, que freqüentou sua casa muitos anos, conta algumas histórias sobre o assunto em dois de seus livros: Chico, de Francisco e Kardec Prossegue.

“Quantas vezes o vimos chegar às três horas da manhã, após haver atendido mais de mil pessoas, pegar seus gatos ou cachorros no colo, acariciá-los, para depois lhes preparar a comida com imenso carinho. Seus gatos, cachorros e até um coelho, animais irracionais de diferentes espécies, viviam harmoniosamente sob o mesmo teto e nós, seres racionais, da mesma espécie, do mesmo sangue, nem sempre conseguimos viver em paz dentro de nossos lares. O amor que ele dedica aos animais é alguma coisa que vai além de nossa compreensão” – comenta o escritor, relatando o porquê dessa sua conclusão. Chico chegava a dizer à senhora que cuidava da sua casa:– O mesmo alimento que comprar para nós, compre também para os nossos animais e, se o dinheiro não der, deixe de comprar o nosso, mas não o deles.”

 
130 views

Deixe uma resposta

Name and email are required. Your email address will not be published.