PITBULL: Inocente ou Culpado?


O nome PITBULL sempre está associado a ataques violentos, agressividade, cão feroz, cachorro que não merece confiança, raça perigosa, cão de briga, cachorro assassino. Afinal, o que há de verdade nisso tudo? O Pitbull (ou Pit Bull) é inocente ou culpado?

A raça inspira medo, pois é forte, musculosa, decidida e resistente. Sua cara é de poucos amigos, até que se conheça melhor o Pitbull. Dizem que a raça não é violenta, mas sim os seus donos. Talvez um pouco dos dois.

Origem do Pitbull

O Pitbull teve origem no século 17, na Inglaterra. Mais tarde foi levado para os Estados Unidos. Seu nome era American Pit Bull Terrier.  A raça foi desenvolvida inicialmente para brigar com ursos e touros, o que explica tanta força, coragem e agressividade. Levado para os Estados Unidos, foi usado inicialmente como cão de briga, o que mais tarde se tornou proibido por lei, primeiro na Inglaterra e em seguida nos Estados Unidos. Passou, então, pelo seu porte, a ser usado como cão de guarda, embora haja outras raças mais adequadas para a função.

A agressividade do Pitbull está latente em seu DNA. Seu adestramento deve desestimular esse lado violento e, ao contrário, deve desenvolver o lado amigo, carinhoso e familiar, para torná-lo sociável e obediente aos seus donos. Dizem que os cachorros são um espelho do ambiente em que vivem. E isso é verdade reconhecida por todos aqueles que convivem com animais.

Pitbull inocente ou culpado?

Comportamento do Pitbull

Pelo temperamento do cão Terrier, o Pitbull geralmente é dócil com o ser humano e agressivo com outro cão. Aos poucos isso vai sendo amenizado, mas nunca será totalmente modificado.

Características físicas do Pitbull

De focinho largo e curto, o Pitbull tem a mordida mais potente de todas as raças de cães. Patas traseiras muito fortes, peito largo e musculoso. Chocolate, branco e caramelo são as principais cores da raça. O Pitbull é hiperativo e precisa de espaço para se exercitar, para gastar tanta energia. Raça rústica, de fácil manejo, não precisa de muitos banhos, sendo aconselhável um ou dois por mês. Pesa entre 30 e 50 quilos e mede de 35 a 50 cm na cernelha.

Criação responsável da raça Pitbull

O modismo incentivou a venda de cães sem procedência, sem pedigree, com temperamento fora de controle, fora dos padrões da raça, com sérios desvios de comportamento. Isso gerou muitos problemas e criou uma imagem muito negativa para o Pitbull. Na verdade, a agressividade é estimulada pela forma com que o cão é tratado, pelo ambiente em que vive, independente da raça. A mordida de um cão pequeno causa poucos estragos, enquanto que a mordida de um Pitbull, pela sua força e tamanho, pode causar a morte. Daí a fama de cachorro violento que o Pitbull conquistou.

Particularmente, respeitando a opinião de cada um, não seria uma raça que gostaria de ter na minha casa, principalmente por ter outros animais, cães e gatos, vivendo em completa harmonia.

E você, teria um Pitbull em sua casa?

 
686 views

3 comments on “PITBULL: Inocente ou Culpado?

  1. Eu teria Pitibull, adoro a raça mesmo tendo outros animais. Usado como cão de guarda não se diferencia de cães como pastores ou rottweilers, todos serão dóceis ou não vai depender da criação.

    Responda

    Paulo Teixeira Reply:

    Não sendo Chow-Chow, até concordo.

    Responda

  2. Oque torna o pitbull agressivo e a criação, pois eu tenho um que e uma dama nunca fez nada com ninguem e nem e adestrado, passa varios animais perto dele e ele não faz nada

    Responda

Deixe uma resposta

Name and email are required. Your email address will not be published.