Envenenamento de Animais – O que Fazer


Diariamente tomamos conhecimento de casos de envenenamento de animais. Muitos são propositais, pois a maldade humana não tem limites. Outros acontecem por acidente. O uso de veneno proibido para ratos é a principal causa de mortes entre cães e gatos.

Querendo acabar com os ratos que infestam sua casa, o morador espalha iscas envenenadas por locais estratégicos, por onde acha que os ratos vão passar. Esquece-se que gatos não conhecem limites, escalam telhados, passam por onde menos se imagina, geralmente fazendo os mesmos caminhos que os ratos. Acabam sendo vítimas das armadilhas, já que o veneno não escolhe vítimas.

Envenenamento de animais

Os cães estão mais protegidos quando o veneno é colocado em local de difícil acesso, mas nada impede que um vento mais forte leve o veneno para o chão. Além dos cachorros, as crianças pequenas também estão expostas ao perigo.

Os ratos devem ser combatidos pois proliferam-se sem controle e são prejudiciais à saúde, tanto do homem quanto dos animais, mas venenos proibidos nunca devem ser usados e os permitidos devem ser usados com muito cuidado, em locais protegidos, seguindo as instruções do produto.

Esta semana fui procurado por uma vizinha. Estava desesperada  porque sua cachorrinha começou a passar mal. Estava bem e começou a ter muitas dores e a ficar apática. Fora envenenada por veneno usado para combater moscas. Felizmente escapou da morte.

O que fazer em caso de envenenamento de animais?

O socorro veterinário deve ser procurado imediatamente. Pegue o animal e leve à clínica mais próxima.

E se acontecer durante a madrugada ou não houver clínica veterinária por perto? Quais os primeiros socorros para o caso de envenenamento de animais?

Se o envenenamento for por chumbinho, que acontece com mais frequência, os efeitos são muito rápidos após a ingestão. Se conseguir fazer com que o animal vomite, tente fazê-lo, mas será necessário levá-lo ao veterinário para a lavagem estomacal.  “Animais intoxicados são tratados com lavagem estomacal (até 2h após ingestão), sulfato de atropina para conter a maioria dos sinais causados pelo aldicarb, soroterapia para eliminar mais rápido o veneno, anti-hemorrágico, anticonvulsivantes, carvão ativado para evitar a absorção do tóxico pelo organismo, etc…” (Web Animal )  Só uma clínica veterinária teria condições de prestar este socorro de modo eficiente.

O envenenamento também pode ser causado por outros agentes, como carrapaticidas e  inseticidas não apropriados, e muitas outras substâncias tóxicas. Casa caso é um caso e requer tratamento específico.

Atenção: O leite não é indicado para envenenamento de animais!  Alguns venenos são lipofóbicos (não absorvem direito com gordura) e o leite poderia ser indicado se não houvesse mais nada a fazer. Infelizmente, a maioria dos venenos são lipolíticos (atraídos por gordura) e o leite ajudaria na absorção.

Se um animal ingeriu um veneno de rato comum, um dicumarínico, não adianta administrar um anti-tóxico vendido em agropecuárias. Será necessário utilizar um antídoto específico para interromper os efeitos do veneno.

Não acredite em tudo que é ensinado pelo Dr. Google. Há informações honestas, mas há muitos palpites sem qualquer fundamento, assinados por veterinários já falecidos. Não existem soluções milagrosas. Somente o veterinário poderá orientar satisfatoriamente.

O Centro de informações toxicológicas do Rio Grande do Sul (CIT-RS) atende 24 horas.

O telefone do CIT-RS é 0800 7213000 e o site para maiores informações é  http://www.cit.rs.gov.br/

 
4.148 views

Deixe uma resposta

Name and email are required. Your email address will not be published.