Displasia Coxofemural em Cães


Cada vez mais fica evidente a necessidade de procurar criadores responsáveis quando pensar em adquirir um cão de raça. Algumas doenças, entre elas a displasia coxofemural (ou coxofemoral) canina, são mais frequentes do que pensamos e acometem, principalmente, cães das raças de maior porte, como Pastor Alemão, Rottweiler, Labrador, Golden Retriever, Fila Brasileiro e São Bernardo. Os cães menores, e até os vira-latas, não estão livres da doença, que pode ser diagnosticada a partir dos quatro meses de vida.

O que é a Displasia coxofemural canina?

Sérgio - Golden Retriever exercitando-se na piscina. Proteção contra a displasia coxofemural canina.

Em poucas palavras, a displasia coxofemural é uma alteração que acontece na ligação entre a cabeça do fêmur e a pélvis. É causada, principalmente, por hereditariedade. Neste ponto entra a importância do criador responsável. Pais que sofrem da doença terão grandes possibilidades de gerar filhotes também doentes. Sempre que for comprar um filhote exija os exames de displasia negativa para o filhote, pais e avós. Mesmo assim, a garantia não será total. A displasia coxofemural pode ser agravada por fatores externos, como um piso escorregadio, nutrição inadequada, quedas, etc. A obesidade também pode agravar a doença.

A doença é classificada em cinco graus e, conforme a gravidade, pode impedir o cão de se locomover, com paralisia das patas traseiras. Neste caso será necessário utilizar uma armação com rodinhas para sustentar a parte traseira do animal.

medicamentos para displasia coxofemural canina

Radiografias podem confirmar a existência doença. O tratamento consiste basicamente em antiinflamatórios não esteroidais, analgésicos e condroprotetores para aliviar as dores, medicamentos específicos para as articulações.

A cirurgia tem sido utilizada em alguns casos, a critério do médico veterinário que levará em consideração uma série de fatores e riscos.

É importante oferecer ao cão exercícios que não sobrecarreguem as patas traseiras. Natação assistida é um bom exercício, ao contrário de caminhadas em pisos que forcem as articulações. Ter um chão áspero também é de extrema importância, para não sobrecarregar as articulações.

O médico-veterinário deve assistir o paciente e oferecerá o melhor tratamento, aliviando as dores e dando condições para que ele tenha uma vida quase normal. Cabe aos donos fazer a sua parte, dando cada vez mais amor e carinho, este sim, o melhor remédio.

Displasia coxofemural em cães

Fonte: Wikipédia

(Coxo-femural, coxo-femoral, coxofemural, coxofemoral – encontrei as quatro maneiras de escrever e não consegui identificar a mais correta. Optei por usar coxofemural até ter alguma resposta.)

 
1.093 views

Deixe uma resposta

Name and email are required. Your email address will not be published.