Dicas Para Cuidar Melhor de Cães e Gatos


A experiência que adquirimos ao cuidar de bichinhos deve ser compartilhada com aqueles que desejam oferecer o melhor para seus cães e gatos.  O Tudo Sobre Bichinhos já abordou vários temas interessantes com dicas para cuidar melhor de cães e gatos, mas faltava uma compilação das informações que pudesse ser atualizada com alguma frequência. Não falta mais. Este artigo pretende preencher esta lacuna. A participação dos leitores nos comentários é importante e muito bem-vinda para concordar, discordar ou dar alguma dica. Pretendemos incluir novas dicas ao artigo para que seja uma fonte de consulta permanente aos nossos leitores.

Você tem alguma dica? Compartilhe conosco nos comentários.

Dicas para cuidar melhor de cães e gatos

Sobre o banho

Os gatos não precisam de banho. Eles são autolimpantes. Gatos gostam de cuidar pessoalmente da sua higiene. Embora soltem pelos, você não precisa escová-los, muito menos banhá-los, a menos que eles gostem (geralmente não). Os cachorros podem tomar banho, mas não precisa ser com a frequência recomendada pelas Pet Shops e veterinários. Banho semanal é exagero. Um por mês está de bom tamanho. Mesmo assim, conheço um criador de Rottweilers que não banha seus cães. Segundo ele, “os cachorros se esfregam na terra e na grama e isso basta”. Se, mesmo assim, preferir dar banho nos cãezinhos, evite água fria e vento. No verão, banhe-os ao sol. No inverno, use a água morna de seu banheiro e seque-os bem, com secador de cabelo, cuidando para não queimar a pele. Use shampoo neutro para cães. Quanto aos banhos secos, com produtos químicos e vinagre, não conheço, nunca utilizei e não tenho opinião formada. A princípio, não recomendo. Uso vinagre para limpar fogão e azulejo de banheiro. Não creio que seria bom usar em banho de animais.

Sobre alimentação

Dicas para cuidar melhor de cães e gatos

Ainda não decidi se é melhor oferecer ração seca (ou úmida) ou comida natural. Os componentes da ração me levam a preferir alimentação natural. Então, por que os veterinários recomendam dar apenas ração a cães e gatos? Porque eles sabem que poucas pessoas se dariam ao trabalho de preparar diariamente, talvez até por falta de tempo, uma refeição balanceada, com ingredientes selecionados e permitidos para cães e gatos. A maioria daria carne de segunda, repleta de gordura ou, o que é pior, as sobras do almoço, aquela comida deliciosa preparada com temperos proibidos a cães e gatos, principalmente a cebola nossa de cada dia. Melhor recomendar a ração Super Premium, um alimento balanceado, mesmo sabendo que a carne não é aquele patinho de primeira ou peito de frango, mas miúdos e carcaças de suínos, frangos e bovinos, além de peles e cabeças  de frango, conservantes e aromatizantes.

Como faço com meus cachorros e gatos?

Dicas para cuidar melhor de cães e gatos

Costumo dar três refeições por dia aos meus cães, em horas certas. A primeira, ao levantar, é alimento caseiro. A segunda, na hora do almoço, também é comida caseira. A última, à noite, é basicamente ração seca Super Premium. A comida caseira é feita com carne de primeira (patinho), por não ter gordura, com cenoura ralada e arroz parboilizado. Faço uma panelada com dois quilos de carne, quatro cenouras e dois copos de arroz. Guardo em embalagens individuais, utilizadas para frios, por ocupar pouco espaço no freezer e separar exatamente o que pretendo oferecer em cada refeição. Para os gatos, que comem pouco mas com bastante frequência, ofereço a ração seca para gatos, que contém taurina, deixando o recipiente disponível dia e noite, e Whiskas pela manhã. Eventualmente, uma latinha de atum. Nunca ofereça peixe cru pois a espinha de peixe engasga e pode matar. A água deveria ser corrente, mas optei, para economizar, por trocar duas vezes ao dia. Gatos são bastante exigentes e cheios de manias, bem diferentes dos cachorros. Cada um na sua, nos ensinando diariamente.

Ossos de couro

Ossos de couro

Sei que os cães adoram ossos e petiscos, tanto quanto crianças gostam de doces. Mas fazem mal e podem matar. Os ossos de couro, criados a partir de uma camada interna do couro de vaca, contêm toxinas. Há informações de que a  soda cáustica é usada na sua preparação. Há corantes artificiais, que causam intoxicações. O maior risco é o cão engolir algum pedaço do couro e se asfixiar. Os ossos de couro acabam virando um chiclete, uma massa molenga que amolece e se solta em pedaços. É necessário acabar com a brincadeira e jogar tudo fora. Não são poucos os casos de engasgos, muitos deles fatais.

Petiscos

Nos Estados Unidos, onde as investigações sobre mortes suspeitas de animais domésticos são levadas a sério, já foi proibida a venda de muitas marcas desses petiscos. A matéria prima, importada da China, pode estar contaminada, principalmente nos produtos fabricados com derivados de frango. Os fabricantes dos petiscos são grandes multinacionais. Pelo sim, pelo não, aboli o petisco na minha casa.

 
1.300 views

Deixe uma resposta

Name and email are required. Your email address will not be published.