Cuidando de um Animal Idoso ou Doente


Quem adota um filhotinho de qualquer espécie animal deve estar consciente da responsabilidade que está assumindo. O tempo, que passa para os humanos, tornando-nos velhos e incapazes, também passa para nossos companheiros de outras espécies, e muito rapidamente. Com o passar dos anos o animal idoso se torna totalmente dependente do seu tutor e, principalmente nesta hora, precisa de apoio e amor. O animal idoso conta conosco para continuar vivendo.

Bob, meu vira-latas mais velho, tornou-se um animal idoso.

Bob se tornou um animal idosoBob é meu cachorro vira-latas mais velho. Vai completar 14 anos no próximo mês, perto do Natal. Como seus irmãos adotivos, foi retirado das ruas ainda bebê. Estava cheio de vermes e pulgas. Nada diferente do que acontece com todos os animais que são abandonados quando nascem. O peso da idade já se faz sentir e Bob sente muita dificuldade na hora de levantar. Com minha ajuda ainda consegue andar, mas seu estado tende a se agravar. Vai chegar o momento em que não conseguirá permanecer de pé, fazer suas necessidades e se alimentar. Começarão as complicações causadas pela inatividade, a começar pela formação de escaras, feridas que surgem nas áreas mais magras, principalmente perto dos quadris, causadas pelo contato dos ossos com o leito. Daí a importância de ter um local macio para que eles se deitem. Nada de colocá-los no chão duro, a não ser por breves momentos, quando eles preferirem.

O veterinário deve ser consultado para dar orientação sobre o uso de fortificantes e medicamentos que minimizem as dores nas articulações.

aminomix-artrin- Recomendados para cão idoso

Para o Bob foram receitados dois remédios, caros mais necessários. Além de um polivitamínico, há outro para cuidar das articulações. Só aqui foram gastos R$ 140,00.

Quem já cuidou de algum parente doente ou idoso sabe da responsabilidade que terá, principalmente se não puder dividir tarefas.  O animalzinho não poderá ficar sozinho nos finais de semana ou acompanhar a família nas viagens de férias. Vai precisar de ter alguém ao seu lado permanentemente, alguém que o auxilie a levantar, limpe suas fezes quando acontecerem fora de hora ou em lugares inapropriados.

Não há lei terrena que obrigue ninguém a se dedicar a um animal idoso, mas há uma Lei Maior que  nos convoca a amar o próximo, independente de espécie, raça, cor, ideologia.  E, acima de tudo, está a consciência de cada um, a satisfação pelo dever cumprido em vez do remorso pela omissão.

 
1.752 views

3 comments on “Cuidando de um Animal Idoso ou Doente

  1. Paulo

    Nada mais justo do que cuidar de um animal idoso com bastante carinho.
    É preciso se lembrar dos muitos anos de afeto e dedicação que ele trouxe para a família, ou pessoa.
    Precisamos ser ternos com os animais, pois eles fazem parte de nosso mundo, são nossos companheiros de vida.
    Artigo excelente!

    Abraços,

    Lu

    Responda

Deixe uma resposta

Name and email are required. Your email address will not be published.