Cachorro ou Gato, o que Adotar?


Muita gente fica na dúvida entre cachorro ou gato quando pensa em adotar um animal de estimação. Claro que há cachorreiros e gateiros convictos, que já sabem o que querem, mas muitos não sabem o que escolher. Para estes, aqui estão algumas perguntas que ajudarão na decisão.

Você mora em casa ou apartamento?

Se mora em casa, o melhor é adotar um cachorro. O gato gosta de ir à rua, mesmo sendo castrado, e tem hábitos noturnos e de caçador. Será difícil mantê-lo dentro de casa.

Se mora em apartamento, o gato poderá ser o animalzinho ideal, desde que todas as janelas e varandas estejam protegidas por telas de proteção. Gatos não se intimidam com a altura. Embora tenham consciência do perigo que a altura representa, não avaliam os riscos de uma queda.

Você é notívago?

Pessoas que gostam de dormir cedo devem adotar cachorros. Os gatos costumam passar as noites acordados, dormindo durante o dia. Cães e gatos têm horários de sono diferentes. A jornalista Cora Rónai, notívaga assumida, dorme na hora em que muitos estão acordando, quase pela manhã. Passa a noite trabalhando, cercada por seus muitos gatos. Cora nunca se daria bem com cachorros.

Você passa o dia fora e a casa fica vazia?

Se você trabalha fora ou costuma viajar nos finais de semana, o gato é o seu animal de estimação ideal. Ele suporta bem os períodos de solidão. Vai dormir na maior parte do tempo.

Os cachorros, ao contrário, não suportam ausência prolongada. Para eles, cinco minutos já parecem uma eternidade.

E os riscos de doença? Devemos preferir cachorro ou gato?

cachorro ou gato, o que adotar?

Todo bichinho, cachorro ou gato, deve ser vacinado e tratado contra vermes, pulgas e carrapatos. A higiene é fundamental. A roupa de cama deve ser trocada com bastante frequência, principalmente se o gato vai à rua, como a Xandoca, a gatinha persa que adotei.

A rua é fonte de doenças. Você traz vírus, fungos e bactérias no seu calçado. Então, não culpe apenas os animais e limpe o piso com desinfetante para canis, tipo Herbalvet. Evite que os gatos frequentem ambientes onde possam se contaminar. Até o quintal de casa, com seu pomar bem cuidado, pode ser fonte de uma doença terrível, a Esporotricose, quase sempre fatal para os gatos e que também atinge seres humanos. Ao afiar as unhas na madeira das árvores, por exemplo, pode acontecer a contaminação pelo fungo Sporothrix Schenckii. O contato com qualquer ferimento desencadeia a doença.

Os gatos enterram suas fezes, que podem espalhar a toxoplasmose. Suas patinhas sujas são limpas no sofá e na cama. Você pode se contaminar sem perceber. Leia o artigo e tire suas conclusões.

Cachorro ou gato: a escolha deve ser sua

Adotar um bichinho é um ato de muita responsabilidade, para toda a vida. Animais são seres indefesos, totalmente dependentes de seu amor, carinho e proteção. Não são como nossos filhos, que depois de uma certa idade ganham o mundo e já sabem cuidar de si. Os animais, ao contrário, ficam mais dependentes com a idade. Pense na responsabilidade que terá e não adote se pensar em descartar o animal mais tarde. Com sentimentos e vidas não se brinca.

Antes que digam que prefiro cachorros, tenho dois cachorros e três gatos. Todos dividem o mesmo espaço em completa harmonia. Nick, Mel, Xandoca, Leléu e Lili me acompanham nesta jornada pela vida. Aprendo bastante com cada um deles e procuro retribuir o amor que recebo. Os cachorros demonstram mais claramente amor e afeto, além de serem crianças obedientes. Gatos também amam, mas demonstram amor ao seu modo e só fazem o que querem e quando querem. As pessoas também não são assim?

 

 

 

 
297 views

Deixe uma resposta

Name and email are required. Your email address will not be published.