Alimentação Natural para Cães e Gatos


Substituir a ração por uma alimentação natural para cães e gatos requer planejamento e muita técnica. Não é apenas trocar ração por comida caseira. Faz tempo que preparo um prato especial para meus cachorros, composto de arroz parboilizado, cenoura ralada e carne de primeira moída (prefiro patinho, que é bem limpa). Achava que estava fazendo a coisa certa, até que Ana Corina, do Mãe de Cachorro, me alertou que esta combinação não atende a todas as necessidades nutricionais e me indicou o site Cachorro Verde. Pesquisa aqui, procura ali, e a ficha caiu. O negócio requer a supervisão de um veterinário ou de um nutricionista. Precisa seguir orientação de alguém que entenda do assunto.

Como preparar a alimentação natural para cães e gatos

Alimentação natural para cães e gatos

O arroz parboilizado, a carne e a cenoura foram bem escolhidos por mim, mas precisam ser alternados e complementados por outros alimentos. Além disso, devem ser consideradas as quantidades de cada ingrediente. Cada animal precisa se alimentar de uma quantidade específica de proteína, carboidrato e gordura, dependendo do peso e necessidades, levando em conta a idade do bichinho, se é sedentário ou atleta, obeso ou magro, etc. Além disso, é preciso um suplemento de vitaminas e sais minerais, fornecidos pelas frutas e verduras. Não pretendo tentar igualar o trabalho feito pela Dra. Sylvia Angélico no Cachorro Verde pois isso não seria possível. Seu trabalho é bem completo e abrangente para quem deseja substituir a ração por uma alimentação natural para cães e gatos.  Indico o site para quem quiser conhecer, se informar e experimentar.

Percebendo o meu desânimo pela complexidade da empreitada, Ana Corina, do Mãe de Cachorro, comentou:

“Oi, Paulo, na verdade você só gastará tempo estudando sobre a alimentação. Depois você pega a prática da coisa e não toma tempo, não.

Aqui em casa eu faço uma panelada de legumes com carne moída (para ficar mais gostoso) uma vez na semana. Separo em potes e depois vou só descongelando conforme estão acabando. Essa é a porção de carboidratos deles.

Depois eu adiciono iogurte branco, que compro de potão, e vou alternando as carnes e os ossos, daí sim cruas. Todo dia eu invento na hora o suplemento que quero botar. Pode ser azeite de oliva, óleo de coco, cápsula de ômega 3 e jogo por cima o pó de probiótico/prebiótico ou levedo de cerveja. É bem rápido…

Para cães grandes é mais rápido ainda, porque os pedaços de carne são maiores e praticamente é só tirar da embalagem e dar. Hoje, por exemplo, os meus comeram ossadinha suína crua, que é um corte que compro aqui e que tem osso poroso, carne e cartilagem. Agora só vão comer de noite, daí sim a porção dos legumes + iogurte + suplementos. Ou mesmo só os legumes. Também dou ovo cru uma vez por semana.

Se não queres largar a ração, este texto te ensina como e o que podes suplementar sem prejudicar a dieta deles: Suplementos Naturais

Já relacionei o que pretendo comprar na próxima ida ao supermercado. Vou começar com carne bovina moída, peixe (que posso escolher entre sardinhas, cavalinhas, trilha, pescada, merluza, truta, salmão, manjuba,linguado, badejo, namorado ou corvina), ovos e fígado bovino ou de frango. Na seção de vegetais colocarei no carrinho agrião, alface, rúcula, couve, salsa, quiabo, chuchu, vagem, tomate, cenoura, abóbora e alguns brotos. Os carboidratos serão supridos pelo arroz parboilizado, mandioquinha, inhame e batata-doce. Talvez experimente comprar algumas frutas, começando por banana, morango, maçã (que devo servir sem sementes), mamão e laranja.

Depois comentarei o resultado. Leia também: Ração ou comida caseira

 
1.525 views

4 comments on “Alimentação Natural para Cães e Gatos

  1. Lembrando que qualquer carne crua (ou ossos carnudos, ou meaty bones) devem ficar congelados durante 3 dias antes de serem descongelados e oferecidos aos cães, para evitar contaminação por parasitas. E nunca oferecer ossos cozidos aos animais!
    Abraços!

    Responda

    Paulo Teixeira Reply:

    @Cristine Martin, Por que os ossos não devem ser cozidos? Há alguns anos costumava dar joelhos aos cachorros, mas sempre cozinhava antes. Qual o problema em cozinhar?

    Responda

    Cristine Martin Reply:

    @Paulo Teixeira, ossos crus são mastigados e triturados pelos cães sem problemas, mas quando os ossos são cozidos (seja de frango, boi ou outros), a estrutura molecular deles se altera, e quando os cães os mastigam os ossos quebram em lascas pontudas, que podem perfurar o estômago e intestino.
    O que a Sylvia do Cachorro Verde chama de meaty bones, ou ossos carnudos, são uma ótima fonte de proteína e cálcio e também ajudam a eliminar o tártaro dos dentes. Com um mês de dieta natural, os cachorros da minha filha já estão com os dentes branquinhos e com hálito bom. 🙂
    Abraços!

    Responda

    Paulo Teixeira Reply:

    @Cristine Martin, Obrigado, Cristine. Aprendi mais uma.

    Responda

Deixe uma resposta

Name and email are required. Your email address will not be published.