Acidentes com Escorpião Podem Ser Fatais


Da mesma classe das aranhas, o Escorpião é um animal peçonhento, possui veneno, assim como tantos outros sobre os quais temos falado. Sua picada causa forte dor e a vítima precisa procurar um polo de atendimento para receber o soro antiescorpiônico o mais rápido possível. Acidentes com escorpião podem ser evitados ou, pelo menos, minimizados.

Hoje cedo estava observando meu quintal, que não é cuidado já faz algum tempo, e isso me deixou preocupado. Já passou da hora de fazer uma faxina geral na área, removendo mato e entulho. Nunca encontrei escorpiões no meu terreno, mas sei que existem em quantidade na mata que fica distante meio quilômetro de casa. Já me aconselharam a criar galinhas, seus inimigos naturais, mas meu quintal é visitado por gambás, que adoram galinhas. Além disso, como meu gato Leléu se comportaria?

Como evitar acidentes com escorpião

acidentes com escorpião pode ser fatal

Os escorpiões detestam claridade e, assim como as lacraias, gostam de lugares escuros e úmidos. As semelhanças com lacraias continua: gostam de terrenos com mato e lixo, pilhas de entulhos, restos de tijolos e telhas. Quando entram em casa também se escondem em lugares escuros e úmidos. Muros, buracos, frestas, dentro de armários, sapatos e tênis, forros, cantos, etc. Lacraias, aranhas e escorpiões tem gostos parecidos, além do poderoso veneno.

A melhor maneira de evitar acidentes com escorpião é cuidar da limpeza. Mantenha o interior da casa sempre limpo, sem buracos e frestas nas paredes e forros. O quintal deve ser bem cuidado e limpo, sem mato e entulho. Examine roupas, toalhas e sapatos antes de usar. As camas devem ficar afastadas das paredes e as cobertas não devem tocar o chão. Não transforme em depósito o espaço sob a cama. Ao utilizar tijolos guardados no quintal redobre sua atenção. Tijolos podem esconder muitos animais peçonhentos, como aranhas, lacraias e escorpiões. Use luvas e botas nesses locais. Manuseie os objetos com cuidado para minimizar os riscos de acidentes com escorpião. Se encontrar sapos no quintal, deixe-os lá. São inimigos naturais dos escorpiões. Crie galinhas caipiras. Além de acabar com escorpiões e outros animais nocivos, não sobra mato no quintal.

Algumas informações básicas:

“As espécies que habitam o estado do Rio de Janeiro têm coloração e hábitos que as confundem com o ambiente em que vivem. Entre essas espécies encontramos com muita frequência o “escorpião-amarelo” (Tityus serrulatus), que é considerado o escorpião mais perigoso da América do Sul.” (Instituto Vital Brazil)

Caracterização dos acidentes com escorpião:

A dor local está presente na maioria dos casos. Ocorre imediatamente após o acidente, podendo ser de intensidade variável, sob a forma de ardor, queimação ou agulhada e ainda irradiar-se para todo o membro. Pode haver edema, eritema, sudorese e piloereção. Após alguns minutos e nas primeiras horas, podem surgir as manifestações decorrentes do envenenamento sistêmico: salivação excessiva, sudorese, náuseas, vômitos, agitação, tremores, taquicardia, hipertensão ou hipotensão arterial, taquipnéia, choque, colapso cárdio-circulatório e edema agudo de pulmão. (Vacinas.org.br)

Depoimento de quem já foi picado por escorpião

Meu primo, João Aguiar, já foi picado por escorpião. Seu depoimento, publicado em sua página no Facebook, está aqui reproduzido. Apesar de ter procurado um hospital, não era um polo de atendimento específico e não recebeu o soro antiescorpiônico. Mas conseguiu sobreviver.

“No dia anterior, chegara cansado na fazenda dos meus sogros. Tive uma noite de sono reparador e despertei disposto, como nunca. Coloquei os pés no chão e movimentei-os em busca do meu chinelo.

Senti uma picada seguida de dor aguda e alucinante que me fez gritar com toda a força dos meus pulmões. Minha esposa acordou assustada, sentou-se na cama ao meu lado e procurou entender rapidamente o que se passava. Pedi a ela que procurasse o bicho que me havia mordido, enquanto, suportando a dor, eu tentava me acalmar.

Ela olhou embaixo da cama, viu um escorpião e me perguntou o que fazer. A historia de Romeu e Julieta, num segundo, me passou pela cabeça e ainda aturdido brinquei com ela dizendo para pegá-lo vivo na mão. Assim, nós dois teríamos a mesma sorte, emendei.

Ela não teve animo para a brincadeira e falou: Tá maluco? Vou leva-lo para o hospital e é já, complementou.

Ainda sentindo muita dor e vendo que a brincadeira não dera certo, fiquei irritado e insisti com o assunto. Que raio de amor é esse? Onde é que nós estamos? Em outros tempos, respondeu. O amor romântico que você quer, para sorte sua, ficou bem lá atrás. Verdade, pensei eu. O amor agora é direto, prático, independente. Mais real e pé no chão. Já não se fazem serenatas, não se dança de rosto colado e as cartas de amor viraram mensagens curtas de Whatsapp.

Buscando socorro médico

Literalmente, fiquei sem saber se ria ou se chorava. O fato é que a dor estava diminuindo e, bem a contragosto, me vesti e fui para o hospital. Junto, numa caixa de sapato, foi o causador de tudo.

Lá, uma enfermeira, com muito zelo, me informou que ainda não existia antídoto para o veneno. Parece que só o amor mudou e eu vou morrer envenenado do mesmo jeito, reclamei baixinho. Então me aplicaram injeções de analgésico, anti histamínico e anti inflamatório. Fiquei horas em observação na enfermaria. Tempo suficiente para ver gente sofrendo de fato. Tempo suficiente para presenciar as muitas mazelas e abandono do SUS, pelo Governo. Quando tive alta, apesar de ter sobrevivido e o escorpião morrido, senti a grande tristeza do romance de Shakespeare: Agoniza a saúde pública do Brasil.”

Classificação científica – Fonte: Wikipédia
Reino: Animalia
Filo: Arthropoda
Subfilo: Chelicerata
Classe: Arachnida
Ordem: Scorpiones (C. L. Kock, 1837)

Famílias:
Akravidae
Bothriuridae
Buthidae
Caraboctonidae
Chactidae
Chaerilidae
Euscorpiidae
Hemiscorpiidae
Iuridae
Microcharmidae
Pseudochactidae
Scorpionidae
Superstitioniidae
Vaejovidae

Escorpiões do deserto

 
236 views

4 comments on “Acidentes com Escorpião Podem Ser Fatais

  1. Ops! Na classificação taxonômica escorpiões e aranhas pertencem a mesma classe (Arachnida), não a mesma família!!!!

    Responda

    Paulo Afonso Teixeira Reply:

    Obrigado. Vou acertar a informação no artigo.

    Responda

  2. O perigo com animais peçonhentos roda nossos quintais e interior das casas.
    Os casos de picadas são atendidos nos hospitais e não são divulgados.
    Tem-se a falsa impressão de que acidentes assim pertencem ao mundo rural, que as cidades estão livres desses “bichinhos”, mas não é bem assim.
    Bom ler a matéria e tomar conhecimento dos cuidados no atendimento das picadas.

    Responda

    Paulo Teixeira Reply:

    @João Aguiar, Você teve muita sorte. A informação errada prestada pela enfermeira poderia ter custado a sua vida. Vale a pena ter em mãos o endereço do polo de atendimento mais perto da sua casa. Na Região dos Lagos há um polo em São Vicente, distrito de Araruama e outro em São Pedro da Aldeia, Além de Búzios e Cabo Frio.

    Araruama
    Hosp. Mun. Pref. Armando Silva Carvalho
    R. Eduardo Américo da Costa, s/nº S. Vicente de Paulo
    (22)26661238

    Armação de Búzios
    Hosp. Rodolfo Perissé Estr. de Búzios Cabo Frio Lote 1 Quadra 7
    (22)26237622

    Cabo Frio
    Hosp. São José Operário R. Gov. Valadares, s/nº São Cristóvão
    (22)26454084

    Casimiro de Abreu
    Hosp. Mun. de Casimiro de Abreu
    R. Pastor Luís Laurentino, 1278 Santa Ely
    (22)27784543

    São Pedro d’ Aldeia
    Pronto Socorro Mun. de São Pedro d’ Aldeia
    R. Prof. Valdir Lobo, 2 Morro dos Milagres
    (22)26272623

    Consulte sua região:

    http://www.vitalbrazil.rj.gov.br/polos.html

    Responda

Deixe uma resposta

Name and email are required. Your email address will not be published.